Skip to main content

A matriz óssea é composta por uma parte orgânica (35%, representando a flexibilidade do osso) e uma parte inorgânica (65%, representando a rigidez e resistência do osso), cuja composição é dada basicamente por fosfato e íons de cálcio, formando cristais.

A matriz orgânica é composta principalmente por colágeno tipo I, portanto, quando o osso é descalcificado, é corado com corantes específicos de colágeno.

O tecido ósseo é um tipo especial de tecido conjuntivo e uma de suas características mais distintivas é a presença de material extracelular calcificado (matriz óssea). A matriz é rígida devido à calcificação, mas elástica devido à presença de fibras colágenas.

O que é matriz óssea

A matriz óssea é o material básico de construção para o tecido ósseo. É composta por um material chamado osso, que é composto por células e uma substância mineral que, quando combinada, torna o tecido ósseo resistente e firme. A matriz óssea é essencial para a formação, crescimento, manutenção e reparação do tecido ósseo. A sua funcionalidade é fornecer estrutura e força para os ossos e é usada para absorver os impactos dos tecidos moles, como músculos e tendões. O tecido ósseo também pode ser usado para armazenar minerais, que são essenciais para a saúde.

Matriz Óssea – O osso trabecular é feito de osteoblastos.

Os osteoblastos são células ligeiramente alongadas ou cuboides e mononucleares. Essas células são responsáveis ​​pela formação da matriz orgânica do tecido ósseo. Eles também são responsáveis ​​pela produção de duas proteínas não colagenosas envolvidas na mineralização óssea (osteoconnectina e osteocalcina).

Os osteoblastos existem na superfície do osso e são células responsáveis ​​pela síntese da matriz extracelular, ou matriz óssea. Além do complexo de Golgi bem desenvolvido e do retículo endoplasmático rugoso, os osteoblastos maduros também possuem um grande número de mitocôndrias.

Os osteoblastos são células que sintetizam as partes orgânicas da matriz óssea, como o colágeno tipo I, e também estão envolvidos na sua mineralização. Estão sempre dispostos lado a lado na superfície do osso, assemelhando-se a células epiteliais simples. Uma vez capturados pela matriz recém-sintetizada, os osteoblastos são chamados osteócitos. A matriz é depositada ao redor do corpo celular e suas saliências, formando assim lacunas e túbulos, respectivamente.

 

Matriz Óssea – O osso esponjoso é feito de osso trabecular.

Ao olhar para uma lâmina de serra, verifica-se anatomicamente que sua superfície é formada por tecido ósseo sem cavidades visíveis (osso compacto), enquanto por dentro, é uma seção com muitas cavidades interligadas (osso esponjoso).

Osso compacto: O osso compacto é uma parte importante da matriz óssea. É o material esponjoso, duro e resistente que compõe o esqueleto dos seres humanos. É composto principalmente de colágeno e cálcio, permitindo a resistência mecânica. O osso compacto possui uma estrutura tridimensional que fornece resistência, flexibilidade e capacidade de suportar forças externas. Sua funcionalidade é fornecer suporte estrutural para o corpo, permitindo a realização de atividades como movimento, geração de força e sustentação dos órgãos internos. O osso compacto tem, portanto, uma função primordial para a saúde e bem estar de um indivíduo.

Osso esponjoso: Existem muitas cavidades comunicantes nas extremidades dos ossos longos e as áreas mais centrais dos ossos irregulares e planos. Na região cilíndrica (diáfise) dos ossos longos, o osso esponjoso delimita uma área mais profunda, o canal medular, onde também se encontra a medula. A parte externa do osso é coberta pelo periósteo, uma camada de tecido fibroso. Alguns ossos têm um espaço interior central chamado canal medular, revestido pelo endósteo, que contém a medula óssea. Em suas extremidades, os ossos possuem tecido elástico e maleável chamado cartilagem.

Qual a diferença entre o osso compacto e o osso esponjoso?

A matriz óssea é o tecido que forma o esqueleto do corpo. Existem dois tipos de matriz óssea: o osso compacto e o esponjoso. O osso compacto é mais resistente e denso e é usado para suportar o peso do corpo. Já o osso esponjoso é mais leve e tem poros, o que o torna capaz de armazenar cálcio e sais minerais, além de servir para ligar o osso compacto. As duas formas de matriz óssea têm funções e características diferentes, mas ambas são necessárias para a saúde e funcionalidade dos ossos.

O que acontece com um osso Descalcificado?

O descalcificamento ósseo é um processo em que o osso perde cálcio e outros nutrientes. Isso pode levar a várias doenças e ferimentos. Se não for tratado, pode causar danos significativos à saúde, pois afeta a funcionalidade dos ossos. Os possíveis danos incluem artrite, osteoporose, fraturas ósseas e outras doenças ósseas. É importante ter tratamento adequado, para que possa haver uma boa saúde óssea.

Conclusão

A matriz óssea é formada por células-tronco, responsáveis pela formação dos ossos. Esse tecido possui a capacidade de regenerar-se, o que significa que os ossos podem se reformar a partir dessas células. Por isso, os produtos de enxerto ósseo da Purgo são tão eficientes: eles utilizam células-tronco da própria paciente, o que garante uma maior compatibilidade e redução do risco de rejeição.

Tenha em mãos os melhor enxertos para procedimento cirúrgico e proporcione qualidade e naturalidade para seus pacientes, entre em contato e saiba mais.