Skip to main content

Na Implantodontia, para que o tratamento se desenvolva corretamente é preciso que o implante sofra o processo de osseointegração, e posteriormente seja concluído com a fase protética, para que o paciente não fique insatisfeito devido a um implante dentário insatisfatório. O implante dentário também precisa apresentar algumas características e propriedades específicas, a cirurgia deve ser realizada com técnica correta e o paciente deve seguir as recomendações pós-cirúrgicas para que se obtenha o sucesso no tratamento.

O que é um implante dentário?

Um implante dentário é uma peça de titânio ou outro material biocompatível, como a zircônia por exemplo, (leia mais em “Implantes de zircônia: um novo conceito”) que é inserido no da maxila ou mandíbula para substituir um dente ausente. O processo de colocação do implante geralmente envolve várias consultas com o cirurgião-dentista e o tratamento total pode levar de alguns meses a mais de um ano, dependendo do caso, portanto, requer compromisso e paciência. É importante seguir as instruções do dentista para garantir uma recuperação adequada e um resultado satisfatório.

Como o implante deve ser?

O implante dentário deve apresentar algumas características, como:

  1. Biocompatibilidade: o material deve ser biocompatível, ou seja, não deve causar nenhuma reação adversa no corpo.
  2. Durabilidade: o implante deve ser resistente e durável para suportar as cargas mastigatórias a longo prazo.
  3. Osseointegração: o implante deve integrar-se ao osso, criando uma conexão forte e estável.
  4. Forma e tamanho adequados: o implante deve ter a forma e o tamanho adequados para o local onde será colocado, para garantir uma adaptação e carga mastigatória eficiente.
  5. Adaptabilidade a diferentes situações clínicas: o implante deve ser capaz de ser adaptado a diferentes situações clínicas, como a colocação em áreas com osso insuficiente ou em osso neoformado.

Conheça mais a fundo sobre quais as propriedades que um implante dentário deve apresentar.

Sinais de um implante insatisfatório

Os implantes dentários podem oferecer uma segunda chance para aqueles pacientes que perderam dentes e desejam recuperar a função, a confiança em seu sorriso e qualidade de vida, podendo trazer inúmeros benefícios, mas é pertinente considerar todas as propriedades específicas de cada um, juntamente com o plano de tratamento individual do paciente para garantir o melhor e duradouro resultado possível. Os sinais de um implante dentário insatisfatório podem variar, dependendo da natureza do problema, como por exemplo:

  1. Dor: Se você sentir dor na região do implante, pode ser um sinal de que algo não está funcionando corretamente. A dor pode ser aguda, latejante ou constante, e pode piorar durante a mastigação ou fala.
  2. Inchaço: Esse é outro sintoma comum, se você notar inchaço ao redor do implante, isso pode indicar uma infecção ou outra complicação.
  3. Sangramento: o sangramento contínuo ou excessivo pós-cirúrgico não é normal e isso pode ser um sinal de uma complicação.
  4. Mau hálito: O mau hálito pode ser um sinal de uma infecção, de acúmulo de placa bacteriana ao redor do implante e/ou da prótese, ou outra complicação com o implante.

Implante dentário insatisfatório: Exames e tratamento

Para diagnosticar e tratar um implante dentário insatisfatório devem ser realizados exames e dependerá da causa do problema. Vamos às opções:

  1. Revisão cirúrgica: Em alguns casos, pode ser necessário revisar o implante cirurgicamente,
  2. Remoção do implante: Pode ser necessário remover o implante e substituí-lo por outro.
  3. Terapia antibiótica: Se houver uma infecção ao redor do implante, pode ser necessário prescrever antibióticos para ajudar a combater a infecção.
  4. Terapia periodontal: Se o problema estiver relacionado a doença periodontal, o tratamento pode incluir raspagem e alisamento da superfície.
  5. Terapia fotodinâmica: Pode ser necessária a utilização de laser vermelho para o tratamento antibacteriano.

Possíveis problemas judiciais

É importante citar aqui que a insatisfação com um implante dentário pode levar a problemas judiciais em alguns casos como diz no CAPÍTULO VI DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL do Ministério da Saúde. Quando um implante dentário não atende às expectativas do paciente devido a problemas de colocação, complicações pós-operatórias ou resultados estéticos insatisfatórios, pode ser necessário buscar reparação legal.

Esses problemas judiciais podem envolver a busca por indenizações por danos e custos adicionais de tratamento. É importante consultar um advogado especializado em odontologia e reunir evidências documentais e testemunhais para apoiar o caso. No entanto, cada situação é única e requer uma avaliação individualizada para determinar a viabilidade de um processo legal. 

Considerações Finais

Um implante dentário insatisfatório pode ser uma situação frustrante e desconfortável. No entanto, é importante que o problema seja avaliado e tratado para minimizar a dor e a probabilidade de complicações futuras. Além disso, é importante lembrar que a prevenção é a melhor abordagem para garantir o sucesso do implante dentário. Isso inclui seguir as instruções de cuidados pós-operatórios, comparecer a consultas de acompanhamento regulares e manter bons hábitos de higiene bucal.

Gostaria de saber mais sobre o tema ou conhecer os produtos disponíveis na Implantec Brasil? Entre em contato com um dos nossos especialistas e tire todas as suas dúvidas.