Skip to main content

A lesão endo-perio é uma condição patológica que afeta tanto os tecidos periodontais quanto o tecido pulpar de um dente. É uma condição complexa que requer diagnóstico preciso e tratamento adequado para garantir o sucesso a longo prazo. Neste artigo, discutiremos a lesão endoperio, incluindo suas causas, sintomas, diagnóstico e possibilidades de tratamento.

Causas e diagnóstico

A literatura afirma que há semelhanças na microbiologia endodôntica e periodontal bem como suas lesões primárias, que apresentam características clínicas semelhantes. As lesões endo-perio são caracterizadas pelo envolvimento de doença pulpar e periodontal no mesmo dente, sendo causadas por uma infeção mista de microrganismos, o que sugere que uma doença pode ser o resultado ou a causa da outra, tornando o seu diagnóstico complexo e consequente, o tratamento e o prognóstico.

As exposições pulpares, periodontite e lesões cariosas não tratadas contribuem significativamente para o desenvolvimento das lesões endo-perio. O diagnóstico é a fase mais complexa destas lesões, porque uma só lesão pode apresentar sinais tanto endodônticos como periodontais, podem ser o resultado ou a causa uma da outra, assim como podem estar separadas uma da outra e em outras situações não há separação óbvia entre as lesões. 

Com intuito de simplificar e ajudar em um diagnóstico mais preciso, alguns autores propuseram classificações para a lesão endopério como: periodontal, endodôntica e combinada:

  1. Lesão endodôntica primária;
  2. Lesão periodontal primária;
  3. Lesão combinada: 
  1. a) Lesão endodôntica primária com envolvimento periodontal secundário;
  2. b) Lesão periodontal primária com envolvimento endodôntico secundário;
  3. c) Lesões combinadas verdadeiras.

 

Sintomas e Tratamento

Os sintomas da lesão endoperio podem variar de acordo com a gravidade da condição. Os pacientes podem apresentar dor espontânea ou ao mastigar, sensibilidade ao frio ou ao calor, abscesso periodontal e mobilidade dental. O diagnóstico é baseado em uma combinação de histórico clínico, exame clínico, testes de vitalidade pulpar, radiografias e, em alguns casos, exames complementares, como tomografia computadorizada.

Um fator muito importante no tratamento da lesão endoperiodontal é o correto diagnóstico, que deve ser feito a partir de uma anamnese e de técnicas que são geralmente utilizadas, como: exame clínico, exame radiográfico, sondagem diagnóstica, teste de vitalidade e exposição cirúrgica, se necessário. Existem também outras técnicas como: palpação, percussão, exame visual e mobilidade. 

O tratamento da lesão endoperio depende da extensão da lesão, envolvimento do periodonto e da polpa, além da saúde geral do paciente.

    1. Lesão endodôntica primária: Esta lesão pode estar associada a uma drenagem e/ou edema e o tratamento será apenas endodôntico.
    2. Lesão periodontal primária: Neste caso, a periodontite crônica avança para apical pela superfície radicular até chegar ao ápice. O tratamento é feito através da terapia periodontal e depende também da cooperação do paciente, ajudando com uma higienização excelente.
  • Lesão combinada: 
  1. a) Lesão endodôntica primária com envolvimento periodontal secundário: quando tem-se uma lesão endodôntica e se a mesma não for tratada, com o passar do tempo, há um comprometimento periodontal. Neste caso, faz-se necessário o tratamento de ambas as lesões. 
  2. b) Lesão periodontal primária com envolvimento endodôntico secundário: a bolsa periodontal quando não tratada, pode progredir apicalmente, envolvendo os tecidos pulpares. O tratamento envolve a terapia periodontal e endodôntica. 
  3. c) Lesões combinadas verdadeiras: essas lesões são as que menos ocorrem. Nelas, há envolvimento periodontal e endodôntico, acontecendo concomitantemente.

Estude mais a fundo tudo sobre Lesão endo-perio

 

Lesão endo-perio: Considerações finais

A lesão endo-perio é uma condição desafiadora que requer uma abordagem multidisciplinar para o diagnóstico e tratamento adequados. A colaboração entre endodontistas e periodontistas é essencial para obter resultados satisfatórios. A prevenção desempenha um papel crucial na redução do risco de lesões endo-perio, enfatizando a importância da higiene oral adequada, visitas regulares ao dentista e tratamento oportuno de cáries e doenças periodontais. Ao diagnosticar e tratar precocemente as lesões endo-perio, é possível preservar a saúde bucal e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Se você é um cirurgião-dentista da área cirúrgica, e deseja conhecer mais sobre os melhores produtos para regeneração óssea e tecidual,   entre em contato com o time de consultores da Implantec Brasil e saiba mais sobre os produtos da Purgo Biologics.