Skip to main content

Para a instalação desses implantes é imprescindível uma quantidade e qualidade adequada de osso. A região de maxila posterior apresenta-se como um desafio para o cirurgião-dentista em comparação com outras áreas da cavidade bucal, pela presença do seio maxilar, que limita  a disponibilidade óssea para cirurgias reparadoras. Vamos nessa conhecer mais sobre levantamento de seio maxilar atraumático?

O que é o seio maxilar?

O seio maxilar é uma cavidade pneumatizada localizada na região posterior do osso maxilar, na face. É a maior das cavidades paranasais e é revestida por uma membrana mucosa, responsável por lubrificar e proteger a cavidade nasal – a membrana de Schneider, que fica aderida ao osso subjacente.

O seio maxilar possui forma irregular e pode apresentar variações de tamanho e forma entre as pessoas. Normalmente, sua altura é de cerca de 3 a 4 cm, com largura de cerca de 2 a 3 cm e profundidade também de 2 a 3 cm. A comunicação do seio maxilar com as fossas nasais se dá por meio de um orifício maxilar, que se encontra na parede lateral do nariz.

Ele desempenha um papel importante na respiração e além disso, a cavidade do seio maxilar pode ser usada como uma via de acesso para a realização de procedimentos cirúrgicos, como o levantamento de seio maxilar para a instalação de implantes dentários.

 

Afinal, o que é o levantamento de seio maxilar?

O levantamento do seio maxilar ou sinus lift, é uma técnica cirúrgica desenvolvida para reabilitar áreas edêntulas da maxila posterior com reabsorções ósseas, aumentando a altura do osso maxilar e permitindo a instalação de implantes dentários em pacientes com pouco osso na região.

Durante o procedimento, o cirurgião levanta o assoalho da membrana do seio maxilar e preenche o espaço criado com enxerto ósseo. O enxerto pode ser autógeno, xenógeno ou alógenos.

O uso de osso autólogo é considerado o padrão ouro em termos de material de enxerto, porém tem sido dada atenção aos substitutos ósseos, com vista a evitar a utilização de um segundo local cirúrgico e assim diminuir a morbidade da área doadora.

O levantamento de seio maxilar é uma cirurgia segura e com baixo índice de complicações, quando realizada por um bom e experiente profissional. Porém, como em qualquer procedimento cirúrgico, podem haver riscos como infecções, sangramento, rejeição do enxerto ou perfuração da membrana de Schneider.

A perfuração da membrana sinusal é uma complicação comum durante o procedimento de levantamento de seio. A Piezocirurgia é uma nova técnica sugerida que visa evitar a perfuração da membrana através da utilização de instrumentos os quais trabalham com microvibrações à velocidade ultra-sônica que cessam sua atividade ao se depararem com tecido duro.

Levantamento de seio maxilar atraumático

Hoje em dia, a piezocirurgia é cada vez mais utilizada em levantamento de seio maxilar atraumático, sendo uma técnica de destaque em procedimentos cirúrgicos médicos e ainda em cirurgias ortognáticas. Em cirurgia oral, os instrumentos ultrasssônicos também têm adquirido cada vez maior representação, aparentando apresentar várias vantagens em relação a instrumentos convencionais.

Em vários estudos, a piezocirurgia apresenta muitas vantagens em relação à osteotomia convencional, como por exemplo:

  1. Fornece grande precisão de corte, com segurança;
  2. Reduz a dor pós-operatória e não há risco de edema; 
  3. Permite uma maior regeneração e saúde do osso, minimizando a inflamação;
  4. Permite uma melhor visão durante o procedimento, devido a ausência de sangue na área cirúrgica;
  5. Permite diminuir o stress traumático associado ao procedimento;
  6. Menos riscos associados aos tecidos moles.

Quando falamos de elevação do seio maxilar, é importante mencionar a manutenção da membrana de Schneider, no qual deve se atentar para o risco de perfuração da mesma. O uso da piezocirurgia tende a diminuir o risco de perfuração, infeção ou hematoma. O procedimento de elevação do seio maxilar é um procedimento complexo, que tem vindo a ser cada vez melhor controlado pelos clínicos. Existem diferentes vias para elevação do seio maxilar – lateral ou pela crista óssea. A evolução da tecnologia permitiu desenvolver novos materiais e instrumentos para facilitar o ato cirúrgico. 

 

Considerações Finais

Hoje em dia, os instrumentos ultrassônicos permitem uma qualidade de corte de grande precisão e que traumatiza menos o osso, provocando menos stress, o que parece ser um marcador de bom prognóstico da cirurgia. 

O conforto pós-operatório dos pacientes também é tendencialmente maior. Esta técnica já é aplicada, mas será certamente, cada vez mais, o futuro na área da cirurgia oral e implantologia, permitindo uma abordagem menos agressiva e traumática. 

Para conhecer mais sobre produtos e tecnologias que podem te auxiliar na melhora da performance clínica e nos resultados cirúrgicos, entre em contato com o time de especialistas da Implantec, que estará pronto para te atender e oferecer o que há de melhor em substitutos ósseos e Piezocirurgia do mercado.